Estamos entre as empresas de melhor reputação em Responsabilidade ESG

Estamos entre as empresas de melhor reputação em Responsabilidade ESG
Estamos entre as empresas de melhor reputação em Responsabilidade ESG

O Sicredi foi reconhecido pelo Ranking Merco Responsabilidade ESG 2022, divulgado na última semana. Ficamos entre as 10 primeiras no ranking setorial de “Serviços Financeiros”. De acordo com a Merco, este é um reconhecimento às empresas mais responsáveis do Brasil nos âmbitos de meio ambiente, responsabilidade social e governança corporativa.

Em março deste ano, nossa cooperativa esteve no Ranking geral da Merco Empresas 2022, que mede a reputação corporativa. Na ocasião, ficamos em 9º lugar também na categoria “Serviços Financeiros”.

Assim como nas edições anteriores, o Ranking Merco apresentou as 100 melhores empresas em um cenário geral de responsabilidade ESG e aquelas que se destacam nas práticas de cada um de seus pilares, resultando em mais três rankings de acordo com as siglas Environmental (E), Social (S) e Governance (G), além dos rankings setoriais.

—No Sicredi, buscamos gerar prosperidade nos locais onde estamos presentes e, para isso, o desenvolvimento equilibrado das dimensões da agenda de sustentabilidade é crucial. Assim, o ESG é algo presente no nosso dia a dia e se materializa de várias formas. É em um atendimento simples e próximo ao nosso associado, buscando a melhor solução para suas necessidades, nas nossas assembleias, onde todos participam das decisões da cooperativa, no aumento do nosso impacto social por meio dos diversos programas e iniciativas sociais, culturais e educacionais—, afirma Romeo Balzan, superintendente de Cooperativismo e Sustentabilidade da Fundação Sicredi.

A metodologia parte de entrevistas com membros da alta direção de empresas, que apontam as companhias de melhor Responsabilidade ESG. A partir dessa primeira listagem, são feitas entrevistas com diversos outros grupos, incluindo especialistas em responsabilidade social corporativa, analistas financeiros, ONGs, sindicatos, associações de consumidores e jornalistas de informação econômica.

Compartilhe